A blogueira

Ligia Francilino, 30 anos. Aquariana com ascendente em Leão e Lua em Libra. Paulistana, corinthiana e esquerdista. Trabalho home office de Social Media/Gestão de Redes Sociais. Faço traduções (Português-Espanhol) e fotografia freelance. 

***

PARA SABER MAIS SOBRE MIM, É SÓ CONTINUAR LENDO!!

Sou filha de pais separados, um Sociólogo/Cientista Político e de uma Assistente Social, ambos militantes de esquerda há mais de 30 anos. Irmã de três seres incríveis, e neta de quatro nordestinos porretas. Vivi no extremo leste da periferia de São Paulo até os 15 anos, quando me mudei pra região central da cidade.

Sou uma mulher descobrindo o meu sagrado feminino e em processo de auto-empoderamento. Uma bruxa e eterna estudante das origens do paganismo, mais especificamente da bruxaria. Terapias holísticas são as minhas mais “novas-velhas” paixões, e creio esse seja o caminho para cumprir o meu propósito nessa existência.

Aos 21 anos viajei sozinha pra Buenos Aires, onde estive por 15 dias. Me apaixonei pela cidade e pelo estilo de vida portenho. Deixei tudo pra trás: família, amigos, namorado, faculdade e trabalho. E em menos de três meses dessa primeira visita, voltei pra ficar. Hoje, mais de 8 anos depois, acá estoy, casada com o cara mais foda do planeta, mãe do menino mais incrivelmente maravilhoso da galáxia e região. Vivemos juntos na nossa tão esperada casa, que compartilhamos com o Doryan, o pittbull mais boa praça de todos. Temos planos de aumentar a família com mais dois bebês: um humano e um gatuno. ❤

Sou a pessoa mais sonhadora que a história da humanidade já teve registro. Passo tanto tempo sonhando que ás vezes esqueço de deixar de sonhar, e simplesmente tentar realizar esses sonhos. Com 16 anos a minha melhor amiga me disse que eu vivia “num mundo de fantasia”. No momento eu fiquei puta mas, definitivamente, ela tinha razão! Tenho a imaginação de um roteirista, e todos os dias visualizo na minha cabeça tudo o que eu quero que aconteça na minha vida.

Sofro do que eu chamo de “S.N.V” (Síndrome da Necessidade de Viajar) mas ainda não tive a chance de conhecer outro país além da Argentina, o que me leva estar em constante estado de abstinência. Sempre tentei definir em poucas palavras esse sentimento mas nunca obtive sucesso. Desde que conheci a palavra alemã “Wanderlust” sinto um grande alívio por saber que finalmente consigo expressar uma série de sentimentos em uma única palavra. Resumidamente (sim, é um termo bem complexo!) significa: Forte desejo e ou impulso por viajar e explorar o mundo…Não apenas um simples desejo, é uma sensação que toma todo o corpo e a mente, sensação de desconforto nas pernas, nos músculos junto a um desejo incontrolável de ir, de seguir um rumo qualquer em direção ao desconhecido ou a um lugar que se vá encontrar algo novo…Também caracterizado pela sensação de saudades de algum lugar no qual nunca se esteve…Em suma, significa a viagem que cada um deseja fazer de algum modo, talvez uma busca através de si mesmo… Anota aí: eu ainda vou viajar pelo mundo!

Tenho um caso de amor com a música. Na infância eu era muito calada. Não era de falar, mas era de cantar. E música sempre foi assunto muito serio pra mim. Nos meus desejos mais íntimos, sempre quis ser cantora. Tudo culpa da minha mãe, que além de cantar como as deusas, foi vocalista de uma banda e sempre que eu a via no palco me dava cóceguinhas no estômago. Tenho um gosto musical muito variado. Meus pais me deram a MPB, a infância na periferia me deu o Rap e o Samba e a adolescência me deu o Pop e o Rock.  E, apesar de trafegar confortavelmente em todos esses gêneros, eu confesso que o que faz vibrar cada centímetro do meu corpo é o bom e velho Rock and Roll. Graças ao rock eu conheci o amor da minha vida, baterista da minha banda preferida de todos os tempos. Anota aí: um dia serei cantora de Rock!

Na adolescência descobri que me expresso muito melhor escrevendo que falando. Desde então passei a me interessar pela magia das palavras escritas. Se tinha que desabafar algo com alguém, eu escrevia. Declaração de amor, eu escrevia! Para reclamar, eu escrevia! Escrever passou de ser um mero hobbie, para se tornar algo necessário. No meu “Top 10” pessoas preferidas, 7 delas me disseram -em oportunidades distintas- que eu TENHO que escrever livros. E quem sou eu pra desacatar? Anota aí: eu ainda terei livros meus editados! 

Sempre me interessei por fotografia, e aos 12 brincava de produzir sessão de fotos com minha prima e amigas. Aos 20 fiz um curso que durou alguns meses e desde então um dos meus maiores e melhores passatempos é fotografar. Tenho uma verdadeira obsessão pela ideia de “congelar o tempo” e “eternizar o momento”. Anota aí: Ainda farei um projeto fotográfico!

No mais, eu sou uma tremenda curiosa e me interesso profundamente por tudo relacionado ás ciências ocultas/ocultismo,  Paganismo, Ufologia, Historia Antiga, Dinossauros, Egiptologia, Cosmologia, Astrologia, Tarô, Misticismo, Esoterismo, Física Quântica e Erotologia. Adoro robôs, caixinhas musicais, ir ao cinema, lendas urbanas, contos de fadas, mitologias, livros e comer. Me interessam: políticas sociais de esquerda, Antropologia, arte, culinária, crafts e decoração. Sou #Potterhead/fã de Harry Potter há mais de uma década. Coleciono livros, canecas, artigos do Pequeno Príncipe e casais de saleiros & pimenteiros. Amo dias nublados e chuvosos porque me inspiram mais que os outros, e meus passeios preferidos são: cinema com muita pipoca, ir á uma cafeteria acompanhada nada mais que de um bom livro, e poderia tranquilamente passar horas numa livraria.

***

 Blogando há mais de uma década!

Em 2003, com 17 anos eu fiz o meu primeiro blog que servia como uma espécie de diário virtual. No ano de 2006 eu estava cursando o primeiro ano de jornalismo e criei outro blog para treinar minha escrita, e acabei pegando gosto pela coisa. Em 2009 fui convidada pelo pessoal da MTV  para colaborar com o conteúdo do Portal on-line, escrevendo sobre minhas experiências vivendo em Buenos Aires, num blog de minha autoria chamado “Baires MTV”. Influenciada pelo poder da maternidade, em 2012 criei um blog onde eu costumava escrever sobre “fofuras” em geral. E finalmente, em 2015 nasce o SUPER LILIX, um blog lifestyle que nasce com a intenção de ser todos os meus “ex” blogs em um só, e algo mais.

 

 

 
 
 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s